Protestos contra Bolsonaro reúnem manifestantes em ao menos 17 capitais brasileiras
12/09/2021 17:35 em Noticia da sua Cidade

Em atos convocados pelo Movimento Brasil Livre (MBL), opositores do presidente Jair Bolsonaro protestam neste domingo, 12, contra o governo em ao menos 17 capitais brasileiras.

 

Os organizadores pediram que o público comparecesse vestido de branco para simbolizar o desejo de paz e democracia durante o protesto, evitando cores que remetam a alguns partidos.

O MBL foi um dos principais apoiadores do impeachment de Dilma Rousseff, em 2016, e, nas eleições de 2018, líderes do grupo manifestaram voto no então candidato Jair Bolsonaro.

No Rio de Janeiro, a passeata começou na manhã deste domingo (12) em Copacabana, na Zona Sul, e ainda conta com uma baixa adesão; a Polícia Militar acompanha o ato.

Na capital paulista, integrantes do MBL marcaram o início do ato às 14h, na Avenida Paulista, para o protesto "Fora Bolsonaro". Mas, desde as primeiras horas do dia, há concentração em frente ao Masp.

A mobilização feita pelo Movimento Brasil Livre no Amazonas ocorreu no Largo São Sebastião, centro histórico de Manaus, em frente ao Teatro Amazonas. A direção do MBL no estado informou que não fez convites aos partidos de esquerda, mas que eles são bem-vindos na manifestação.  

Foi realizado também na manhã deste domingo (12) um protesto contra o presidente Jair Bolsonaro, no Farol da Barra, em Salvador. O ato, com cerca de 100 pessoas, começou por volta das 10h e durou uma hora. A manifestação foi convocada pelo Livres e pelo Partido Novo, com apoio da seção baiana do MBL.

Em Belo Horizonte, os manifestantes se reuniram na Praça da Liberdade, na região centro-sul da capital, e já começam a se dispersar. O ato começou por volta das 10h e foi marcado por pessoas vestidas de branco, carregando cartazes que pediam a saída do presidente e uma terceira via.

Os organizadores afirmaram que a manifestação é apartidária e tem como objetivo protestar contra os posicionamentos antidemocráticos de Jair Bolsonaro.

Segundo a Polícia Militar, nenhuma ocorrência de destaque foi registrada até o momento na capital mineira.

 

Com a participação de partidos do centro, de esquerda e de direita, o objetivo é criar uma frente ampla, unindo forças para pedir o impeachment do presidente Jair Bolsonaro.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!